Google+ Followers

domingo, 29 de janeiro de 2012

Virgindade, saiba mantê-la!

É muito natural, hoje em dia, que um casal de noivos durma junto para testar o relacionamento dos dois: “Devemos ou não nos casar?” Esta maneira de agir do mundo é correta? Há pessoas que estão vivendo juntas há 10 ou 15 anos e parece estar dando certo (isto é o que eles dizem). Vejamos algumas razões que nos mostram que esta maneira de pensar do mundo está contra os planos de Deus para a nossa completa felicidade no casamento: 1) Por que Sexo Antes do Casamento Não Nos Fará Conhecer o Verdadeiro Amor? Quando estamos fora do centro da vontade de Deus, aquilo que estamos planejando para nossa vida não pode dar certo. Em 1Tes 4:3 a Bíblia nos diz: “Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da prostituição;” .Deus não aprova o sexo fora do casamento.O homem pode até dizer que é liberal, que não acha nada demais haver o sexo pré-nupcial, mas, bem no íntimo de sua alma, ele prefere se casar com aquela moça pura, obediente à Palavra de Deus e que se guarda para o seu marido que a conhecerá na noite de núpcias.Muitos desses noivos liberais, quando conseguem o que querem da noiva ficam achando que ela já praticou sexo com algum ex-namorado. O que prova o contrário?Moça, procure chegar até seu esposo de cabeça erguida, sem ter de que se envergonhar, fiel não só a ele mas principalmente ao Senhor que foi o criador do sexo que é lindo e puro dentro do casamento. 2) Porque Sexo Antes do Casamento Nos Afasta do Perfeito Plano de Deus? Não devemos ver o sexo como um simples prazer de momento, ou como um ato físico, mas como a união entre duas pessoas numa só. É um ato tão íntimo que podemos dizer que parte de você fica com ele e parte dele fica com você.Se você já teve relação sexual com outro, então quando você se casar não poderá dar a seu marido , ou vice-versa, 100% de você porque parte de você já ficou com outro (a). Deus fez você para ser única e exclusivamente de seu marido. É este o Seu plano. 3) Como Me Vejo Após Ter Relação Sexual Antes de Me Casar? Em 1Cor 7:8,9, a Bíblia nos diz que é melhor casar-se do que abrasar-se. Ainda em 1Cor 7:32, ela nos diz que o corpo não é para a prostituição, senão para o Senhor. A Palavra de Deus chama de fornicação ao sexo pré-nupcial.Tanto o homem como principalmente a mulher se desvalorizam se fazem sexo antes do casamento. Viver juntos antes de se casarem, faz com que apareçam um sem número de problemas. A situação se torna tensa. Surge um clima de insegurança e de desconfiança, aparecem pressões no relacionamento, auto desvalorização e o que é pior... Aos olhos de Deus, eles fornicaram. 4) Como Me Sinto Após Ter Relação Sexual Antes de Me Casar? Temos que admitir que o “sentimento de culpa” que, muitas vezes, vive dentro de nós, se deve ao fato de sermos pecadores, miseráveis e de não seguirmos os conselhos bíblicos de nosso Deus Santo que sempre quer o melhor para nós. No livro “Resposta Francas a Perguntas Honestas” de Jaime Kemp, um jovem diz o seguinte: “Sou crente em Jesus, filho de pastor e presidente da União de Mocidade da minha igreja. Isto também é uma das causas do tremendo sentimento de culpa, do qual não consigo me libertar. Toda esta angústia deve-se a um fato ocorrido há quase um ano e meio atrás. Por alguns meses, mantive relações sexuais com a esposa do regente do coral de nossa igreja. Foi uma experiência amarga. O sentimento de culpa tornou-se insuportável e nos fez terminar com aquele vínculo ilícito. As conseqüências porém, têm sido terríveis. Perdi a paz, a alegria em servir a Deus e a ousadia de testemunhar sobre Jesus. Passei, inclusive, a sentir dúvidas sobre minha salvação. Por favor, me ajude!” Este exemplo não é, na verdade, sobre um fato que aconteceu entre dois noivos mas entre um jovem e uma mulher casada. Mas o que queremos focalizar aqui é o sentimento de culpa que surge quando estamos fora da vontade de Deus, quando estamos em pecado. Mas graças ao nosso Deus que nos ama e nos perdoa se confessarmos os nossos pecados e mostrarmos um arrependimento genuíno (veja 1Jo 1:9). 5) O Que Surge Fatalmente Após Uma Relação Sexual Antes do Casamento? Uma Grande Decepção Geralmente, é mais a mulher que sonha em um dia ficar a sós com a pessoa que “ama” e se entregar de corpo e alma pensando que vai ter momentos muito prazeirosos. Mas, com a pergunta: “Para vocês a experiência sexual foi agradável,desagradável ou uma decepção?”, num levantamento feito em uma clínica de mães solteiras, chegou-se à seguinte conclusão: 50% disseram que foi uma decepção; 30% disseram que foi desagradável e revoltante, enquanto só 20% responderam que foi agradável. 1Tes 4:4,5 nos diz: “Que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra; Não na paixão da concupiscência, como os gentios, que não conhecem a Deus.” 6) Que Riscos Você Corre Se Tiver Relação Sexual Antes do Casamento? O sexo antes do casamento é arriscado sob vários aspectos: doenças venéreas, aids...As doenças venéreas podem causar infecções sérias, cegueira e até a morte. A aids, depois de muito sofrimento, causa a morte. E o pior é que pode ser transmitida para os filhos com os mesmos efeitos. Veja o que pode acontecer com você: “Marta, uma jovem crente, era noiva de Tiago, presidente do jovem de uma igreja muito conceituada, de doutrina firme, e de comunhão invejável. Por causa do “amor” que havia entre ambos e dos carinhos, que cada vez ficavam mais audaciosos, decidiram dormir juntos e esqueceram qual era a vontade de Deus com relação a duas pessoas solteiras. E tudo foi mais ou menos assim: MARTA dormiu com TIAGO que tinha dormido com HELENA e com MARIA que tinha dormido com JOSÉ que tinha dormido com 5 prostitutas (duas delas tinha AIDS). Por causa de uma noite de amor e prazer com o noivo crente (ela tinha certeza que não havia perigo nenhum), Marta contraiu o vírus da Aids. 7) Será Que Sua Vida Pode Mudar Completamente Após Ter Relação Sexual Antes do Casamento? Ao visitar um lar de mães solteiras podemos ver o desespero refletido em cada rosto. São jovens que não sabem como enfrentar o futuro; não sabem se um dia conhecerão o verdadeiro amor e se constituirão um lar.A jovem crente deve colocar seu namoro nas mãos do Senhor. Quando ela começa a pensar que é senhora de tudo, que sabe o que está fazendo é, então, que o inimigo de nossas almas começa a agir. E é aí que ela começa a fazer o que não deve e, de repente, pode descobrir que está grávida.A gravidez pode acontecer com qualquer pessoa e esta pessoa pode, até mesmo, ser você. E, quando isto acontece, você pode trazer dentro de você uma criancinha que já a partir do 28o dia de fecundação tem o coração já a palpitar. No 30º dia, quase todos os órgãos já começaram a funcionar. Antes mesmo de você descobrir que está grávida o seu bebê já é uma pessoa e se você pensar em abortar você estará matando o seu filho. Sl 139:13-16 diz: “Pois possuíste os meus rins; cobriste-me no ventre de minha mãe. Eu te louvarei, porque de um modo assombroso, e tão maravilhoso fui feito; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem. Os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui feito, e entretecido nas profundezas da terra. Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda uma delas havia.”Quando a gravidez é descoberta, começam a surgir os problemas: vergonha, despreparo financeiro e ressentimento mútuo.Mesmo sabendo que Deus nos perdoa, devemos evitar tamanhos transtornos. 8) Será Que Imaginamos O Tamanho dos Problemas Que Podem Surgir Se Tivermos Relações Sexuais Antes do Casamento? Nunca tenha certeza de que o rapaz que você “ama” e que diz que a “ama” se casará com você quando souber que você está grávida. O homem, mesmo aquele liberal, prefere se casar com a moça que guardou a sua virgindade para ele. Na sua maioria, o homem quer ser o primeiro.Deus foi, é e será sempre o mesmo. Para Deus não existem frases como: “Agora é tudo diferente...!”, “Antigamente é que se pensava assim!”, “Agora é tudo natural, temos que nos conhecer bem para não darmos um passo errado!”.Veja que problemão você arranjou: Você descobre que está esperando um filho de seu noivo e ele lhe diz: “Será que este bebê não é de outro?” Ou “Não, não quero me casar com você, pois não a amo”!. E quanto a seus pais? Como enfrentá-los? E quanto a igreja? Como encará-la? E quanto a Deus? De todos os problemas, este é o mais grave! O seu pecado não foi contra ninguém mas somente contra Deus. Veja o que o rei Davi disse a Deus em Salmos 51:4: “Contra Ti, contra Ti somente pequei, e fiz o que é mal à Tua vista.”. 9) Será Que A Incompatibilidade No Casamento Surge Quando Não Aceitamos O Plano De Deus Em Nossa Vida E Mantemos Relações Sexuais Antes Do Casamento? Como nos enganamos em pensar que sabemos o que é o amor! Muitas vezes, nos entregamos de corpo e alma ao nosso noivo e pensamos que o que estamos fazendo é uma demonstração do amor verdadeiro. Puro engano!!! O que está havendo entre os dois é apenas uma atração sexual. O amor verdadeiro é aquele de 1Cor 13 que diz que o amor é sofredor, é benigno, não é invejoso... é aquele que enfrenta fraldas e louça suja, cabelo despenteado, bebê chorando por toda uma (s) noite (s) , dificuldades financeiras, doenças... e mesmo assim os dois ainda se amam e seguem juntos enfrentando bons e maus momentos que surgem em suas vidas. Quando você se casa e vê que está tendo um casamento infeliz é quando então você descobre que o que você sentia (e provavelmente ele também) era apenas uma atração sexual. 10) Será Que Seu Casamento E Sua Felicidade Estarão Ameaçadas Se Você Mantiver Relação Sexual Antes Do Casamento? No livro “Love, Dating & Marriage” de George B. Eager, ele diz que “o sexo antes do casamento lança a semente da dúvida e da desconfiança”. Alguns casais que mantiveram relações sexuais antes do casamento, aparentemente vão bem mas existe no coração do marido, ou da mulher, ou de ambos, sentimentos de desconfiança, rejeição, ressentimento, etc. Outros, mesmo casados, continuam procurando o verdadeiro amor, mantendo relações extra-conjugais. Estes estão sempre procurando novas experiências. Vejamos alguns versículos que nos mostram o que Deus Realmente pensa sobre o casamento: 1Cor 6:18; Heb 13:14; 1Cor 6:9,10.Fugi da prostituição. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo. (1 Coríntios 6:18 BRP). Porque não temos aqui cidade permanente, mas buscamos a futura. (Hebreus 13:14 BRP) 9 Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus? 10 Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus. (1 Coríntios 6:9-10 BRP) Do mesmo modo que Deus condena a fornicação, Ele nos perdoa se viermos a Ele arrependidos. Vejamos os versículos: "Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado. Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça." (1 João 1:7-9 BRP). "Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora." (João 6:37 BRP) Fonte: vivos.com.br

Dez conselhos em assuntos sexuais para jovens

1) Evite más companhias. Se você andar com maus elementos ficará dominado por eles. A Bíblia diz: "Retirai-vos do meio deles, não toqueis em coisas impuras" (II Co. 6): 2) Evite o segundo olhar. Você não pode controlar o primeiro, mas pode evitar o segundo, que se torna cobiça. 3) Discipline suas conversas. Evite piadas e histórias com sentido duvidoso. "As más conversações corrompem os bons costumes" (I Co 15:33) 4) Tenha cuidado com a maneira de vestir-se. Deve ser um assunto entre você e Deus as roupas que usa. Uma jovem recém-convertida falou: De agora em diante vou vestir-me como se Jesus fosse o meu acompanhante. 5) Escolha cuidadosamente os filmes e programas de televisão que assiste. 6) Tome cuidado com o que você lê. Muito da literatura contemporânea apela ao instinto sexual. 7) Esteja em guarda com respeito a seu tempo de folga. Davi tinha o tempo em suas mãos, viu Beteseba e caiu em complicações. 8) Faça uma regra de nunca se envolver em namoro pesado. Jovens cristãos deviam orar antes de cada encontro. A moça que tem Jesus Cristo em seu coração possui um poder sobrenatural para dizer "não" aos avanços de qualquer rapaz. E o rapaz que conhece Jesus Cristo tem poder para disciplinar sua vida. 9) Gaste muito tempo com as Escrituras. O salmista disse: "Guardo no meu coração a tua palavra para não pecar contra ti". (Sl 119:11). Memorize versículos e quando a tentação chegar, cite-os. A palavra de Deus é a única coisa à qual satanás não pode se opor. 10) Tenha Jesus Cristo em seu coração e vida. Deus o ama e uma forte fé Nele tem guardado muitos homens e mulheres de cometer imoralidades (I Jo 2:14)

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Semeadura e Colheita

O que precisamos fazer para acontecerem os sinais e o mover poderoso do Espírito Santo em nosso meio? Urge primeiramente atentarmos para a necessidade de oração, do testemunho e da pregação do Evangelho do Reino de Deus. Ao assim fazermos, o Senhor coopera conosco e confirma a palavra que pregamos, que semeamos, por meio da operação de sinais e maravilhas que se seguem - Mc.16:20; At. 9:31; Mt 7:13,14; Lc. 9:60-62, 14:33. Ao semearmos, encontraremos todos os tipos de terra, que são as pessoas e seus corações - Mc. 4:1-9. O nosso objetivo é encontrar a terra boa. O objetivo maior de todo o capítulo 4 do Evangelho segundo Marcos, é o de como semear a Palavra para que produza cem vezes mais - Mc. 4:14-20. Tudo começa com oração, obediência e semeadura - At. 10:29,30. Necessitamos semear onde quer que formos. Na condução, no trabalho, na escola e faculdade. Precisamos conversar entre nós sobre a Palavra, compartilhar e memorizar textos completos. Para que serve a Palavra recebida se ela ficar escondida para sempre? Todos podem produzir a cem por um. Qualquer um que tenha ouvido para ouvir, ouça. Qualquer que ouve pode ter mais (Mc. 4:21-25). São bem-aventurados os que ouvem a Palavra de Deus e a guardam (Lc. 11:28). A fé vem pelo ouvir a Palavra de Deus (Rm 10:17). Tem que existir um início. Alguém tem que semear. Todos da parábola podiam ter mais. Todos ouviram, porém reagiram diferentemente. Mas, o importante é que todos ouviram. Todo o Reino de Deus está baseado no Princípio: Semear para produzir cem vezes mais. Significa que nem sequer temos que entender como isto acontece. Com certeza, o que for semeado vai crescer de maneira grandiosa (Mc. 4:26-29, 30-32), operando por este princípio: fé, obras de cura, obras de arrependimento e salvação, discipulado, finanças, obras de socorro, etc. A Palavra de Deus é VIDA. Quando semeamos a palavra, ela cresce; não sabemos como, mas acontecerá. É tão importante semear que Paulo até admite que isto seja feito ainda que por inveja e contenda. O poder está na Palavra de Cristo e cada um vai dar conta de si mesmo diante do Senhor - Fp. 1: 15-18. A Fé, para ser aumentada, tem que ser semeada como semente (mostarda) - Lc. 17:5,6. A palavra de salvação produzirá salvação; dons produzirão manifestação dos dons, etc. Vamos colher na proporção da semeadura. É um principio geral. Deus é quem dá a semente ao semeador e é Ele quem multiplica os frutos da sementeira - II Cor. 9:6,10. Através da semeadura, os ministérios do corpo são ativados. A semeadura da Palavra, em oração e obediência, será sempre acompanhada do mover do Espírito Santo, dos sinais e das operações de Deus - I Cor. 12:28, At. 10:44-46.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Vida no Espírito

Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor, no qual temos a redenção, a remissão dos pecados. Colossenses 1:13-14. Somos especialistas em “entregar” a Deus tudo àquilo sobre o qual não temos nenhum poder ou influencia: nossas doenças, nossas necessidades, nossas derrotas, nossos fracassos, nossos vexames... Contudo, há uma coisa a qual temos enorme dificuldade em “entregar” a Ele: o nosso coração! A Bíblia nos ensina, que a carne milita contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que, porventura, seja do vosso querer. Gálatas 5:17. Nós, como descendentes de Adão sempre estamos buscando estar no controle de nossas vidas. “Existe um milagre chamado “conversão”. É quando o coração de carne toma o lugar do coração de pedra. É quando o pecador descobre que é pecador e chora na presença de Deus. É quando a fé no sacrifício vicário de Jesus desponta e se apodera daquele que quer ser perdoado de seus pecados. É quando alguém se despe do velho estilo e adota outro estilo de vida. É quando a pessoa assume o compromisso privado e público com Jesus Cristo. É quando alguém é libertado e arrancado do império das trevas e transportado para o reino der Deus.” (Revista Ultimato edição 257). O ímpio não tem escolha. É escravo do pecado. Porém o regenerado pode escolher entre a vida de escravo e a vida de liberto! a vida na carne e a vida no Espírito! a vida derrotada e a vida vitoriosa e santa. O festejado autor Watchman Nee, em seu livro A vida que vence assim diz: “Há duas esferas diante de nós: uma é o mundo físico, a outra é o mundo espiritual. Com os nossos cinco sentidos, vivemos no primeiro e com fé no segundo. Paulo diz no capitulo 5 verso 16 aos Gálatas: andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne. O divisor de águas é o momento em que entregamos o nosso coração de pedra e recebemos um coração de carne, ou seja, quando, pelo Espírito Santo de Deus somos convencidos do pecado, da justiça e do juízo e, da necessidade da salvação para a vida eterna. E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. João 8:32. Conhecer a Cristo significa conhecer a verdade que liberta, pois Ele mesmo nos ensinou em João 14:6: Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim. A vitória sobre a natureza pecaminosa nos foi dada gratuitamente através do sacrifício vicário de Cristo Jesus, através do qual se manifestou a justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo, para todos (e sobre todos) os que crêem; porque não há distinção, pois todos pecaram e carecem da glória de Deus, sendo justificados gratuitamente, por sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus. Romanos 3:22-24. Andar no Espírito para não satisfazer a concupiscência da carne e conhecer a verdade que liberta é o estilo de vida do regenerado, que depende totalmente de fé. Fé que salva, fé que santifica. Em várias passagens da Bíblia Jesus usa a expressão: a tua fé te salvou! (Mc.5:34; Lc.7:50; Lc.17:19). A partir do momento em que, pela fé, cremos que em Sua morte Cristo levou o nosso velho homem a morrer e, na Sua ressurreição, Ele nos deu vida, o andar no Espírito fica leve e fácil, pois, não somos mais nós que carregamos o fardo, mas Cristo! Diz o ditado: o uso do cachimbo é que faz a boca torta, e assim estamos nós, tão habituados ao cárcere e a carregar o peso da velha vida de pecados, que temos grande dificuldade em tomar posse da nova vida no Espírito. Como já dissemos, somos especialistas na prática das obras da carne, as quais são as conhecidas: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras discórdias, dissensões, facções, invejas, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a essas. (Gl.5:19-21). Contudo, Ele nos libertou do império das trevas, da escuridão e nos transportou para o Seu Reino, e nós nada fizemos para merecer tão grande salvação. Viver no Espírito, ainda na neste corpo mortal, em obediência por amor e não por obrigação e nem por merecimento, significa viver na total dependência Daquele que se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se semelhança de homens; e reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz. (Fl.2:7-8). Pela obediência de Cristo, veio a justificação sobre todos os homens. Pela nossa desobediência, quando insistimos na prática do pecado, cujo conceito pela Palavra é não crer em Cristo (Jo.16:9) estamos testificando que preferimos ter o controle sobre as nossas ações, que preferimos a manifestação no nosso ego, pois, assim nos sentimos mais seguros, do que entregar o nosso coração a Jesus. Em outras palavras nossas ações podem estar dizendo que não cremos no poder de Jesus Cristo, na Sua obra salvadora e na Sua santidade que nos santifica pela comunhão. Mas, vida no Espírito é totalmente diferente. É vida que nasce da morte, da morte do velho homem, que dá lugar à manifestação da vida de Cristo, assim como diz o Apostolo Paulo aos Efésios 4:22-24: No sentido de que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe segundo as concupiscências do engano, e vos renoveis no espírito do vosso entendimento, e vos revistais do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade. E assim que esse milagre acontece em nossas vidas, há uma perfeita transformação, uma mudança radical de dentro pra fora que aparece em todas as nossas atitudes e em nossos comportamentos, do mesmo modo que descreve Paulo, ainda aos efésios: Por isso, deixando a mentira, fale cada um a verdade com seu próximo, porque somos membros uns dos outros. Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira, nem deis lugar ao Diabo. Aquele que furtava não furte mais; antes, trabalhe, fazendo com as próprias mãos o que é bom, para que tenha com o que acudir o necessitado. Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim unicamente a que for boa para edificação, conforme a necessidade, e, assim transmita graça aos que ouvem. E não entristeçais o Espírito de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção. Longe de vós toda amargura, e cólera, e ira, e gritaria, e blasfêmia, e bem assim toda malícia. Antes, sede uns para com os outros benignos, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus, em Cristo, vos perdoou. Efésios 4:25-32. Assim, amados, quem anda no Espírito pela fé em Cristo Jesus, produz o fruto do Espírito, que é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio, e não vive debaixo do peso da lei, pois contra essas coisas não há lei. Gálatas 5:22-23. E mais ainda, crucificaram a carne com suas paixões e concupiscências, e encerra: Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito. (Gálatas.5:25). Amém. 

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

10 erros que os jovens precisam evitar

1. NÃO LEVAR A SÉRIO A LEI DA SEMEADURA. (Gl 6:7) A) Semear é opcional, colher é obrigatório. B) Tudo na vida é uma questão de semeadura. C) Quem semeia honra colhe longevidade. D) Palavras são sementes que lançamos no solo do coração da pessoas. 2. DAR MAIS VALOR À APARÊNCIA FÍSICA, DO QUE PARA A BELEZA DO CARÁTER. (1 Pe 3:2-4) A) Não basta ter casca, mas não ter conteúdo. B) Não basta ser aplaudido pelos homens, e não ser aprovado por Deus. C) Quem você é, é mais importante do que aquilo que você faz. D) Talento é um dom, caráter uma escolha. 3. NÃO PROTEGER A ÁREA DA SUA VIDA QUE É MAIS VULNERÁVEL AO PECADO. (Mt 26:41) A) Sansão terminou sua vida de forma trágica, porque brincou onde não deveria brincar. Sansão flertou com o pecado, brincou com a tentação. B) Ele não protegeu seu ponto fraco. C) Qual é o seu ponto fraco, comer demais, falar demais, o sexo ilícito, o temperamento, a Ira, o dinheiro, a pornografia etc… 4. NÃO TER COMPROMISSO COM UMA LISTA DE PRIORIDADES ORDENADAS. (Mt 6:33) A) O que deve vir em primeiro lugar na vida de alguém que nasceu de novo, que serve ao Senhor? B) Diz a Palavra: “Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus…” 5. NÃO INVESTIR NO SEU FUTURO. A) Quem pensa só no momento, amanhã sofrera com a dor do arrependimento. B) Planejar significa pensar antecipadamente. C) Quem investe no seu futuro, tem visão, sabe aonde quer chegar, tem objetivos na vida. 6. NÃO INVESTIR NO SEU CRESCIMENTO PESSOAL. A) Quem escolhe a mediocridade, não se destaca e sua história nunca será contada. B) Não há crescimento sem pré-disposição para as mudanças necessárias. C) Não há crescimento sem a dor da disciplina. Aceite a dor da disciplina para não chorar com a dor do arrependimento. 7. FAZER PORQUE TODOS ESTÃO FAZENDO. (1 Co 10:23) A) Quem faz só porque todos estão fazendo, não tem opinião própria e nem personalidade. B) Suas decisões revelam qual é o seu código de valores. C) Seu código de valores revela a qualidade do seu caráter. D) O jovem que tem um caráter cristão decide sempre com base em princípios, ainda que a maioria esteja fazendo, se é contra as escrituras ele não faz. 8. NÃO PERDOAR OS PAIS… (Mt 18:21,22) A) Pais ausentes. (Nunca tem tempo para os filhos.) B) Pais agressivos (Ele passou a cueca suja no rosto do filho. ) C) Pais que foram infiéis. (Ela pegou a mãe beijando outro na cozinha.) D) Pais que abandonaram. (O pai foi embora, sem Dar satisfação à ninguém.) E) Pais que são homossexuais. (A mãe abandonou o pai e foi morar com outra mulher.) F) Pais que abusaram dos filhos física ou psicologicamente. (Com 7 anos ela foi abusada pelo pai.) G) Pais alcoólatras – (Meu pai FICA irreconhecível quando chega embriagado.) Quem não perdoa: · Destrói a Ponte que um dia vai precisar usar. · Desenvolve um câncer na alma. · Nunca vai experimentar o milagre da transformação em sua Casa. · Coloca-se debaixo da Ira de Deus. · Não tem Paz. · Abre uma brecha enorme na alma para a depressão. · Não tem suas emoções conquistadas. · Diz não para Deus e sim para o diabo. · Vive como um prisioneiro dos sentimentos negativos. 9. SEMPRE TRANSFERIR A CULPA PARA ALGUÉM, NUNCA ASSUMINDO RESPONSABILIDADE. (Gn 3:10-13) A) A sua vida é o resultado das escolhas que você faz. B) Ninguém pode decidir por você. C) Quando transferimos toda culpa para o diabo, não sentimos necessidade de mudar. D) Não há mudança quando a pessoa não reconhece que precisa mudar. 10. NÃO TER PARCEIROS DE ORAÇÀO E NEM CONSELHEIROS . A) Daniel, Ananias, Misael e Azarias eram parceiros de oração. (Dn 2:17,18) B) Um conselho pode nos livrar do caminho da morte. (Pv 16:25; Pv.12:15; Pv 27:9). C) A Bíblia diz que o cordão de três dobras não se quebra com facilidade. (Ec 4) Por Pr. Josué Gonçalves

sábado, 14 de janeiro de 2012

O que há por trás dos Smurfs?

Muito se especula a respeito do carácter comunista da Vila dos Smurfs. Afinal de contas, a história em quadrinhos criada pelo belga Pierre Culliford (também conhecido como Peyo), na década de 50, foi publicada pela primeira vez no auge da Guerra Fria. Os estúdios Hanna Barbera transformaram-na em desenho animado somente no início dos anos 80, quando a decadência do regime soviético ainda não era iminente. Desde então, argumentos tentando comprovar o caráter marxista da obra não faltaram. O que se disseminou entre as gerações que conheceram os pequeninos personagens azuis é que o desenho, mais do que a história em quadrinhos, é em si mesmo uma propaganda do comunismo. Nem Nadia Comaneci, a ginasta romena nota dez nas Olimpíadas de Montreal em 1976 foi tão bem sucedida na propaganda do regime comunista. Fato é que existem muitos estudos sérios que tratam do assunto e seus argumentos têm se mostrado extremamente pertinentes. De acordo com a teoria do "comunismo azul" reinante na Vila, o Gargamel seria uma alegoria aos Estados Unidos. Isso porque o vilão ganancioso deseja o tempo todo transformar os Smurfs em ouro, numa clara alusão à materialização das pessoas, inerente ao capitalismo. Além disso, há inúmeras outras coincidências com o discurso comunista. O Papai Smurf, por exemplo, seria uma alusão a Karl Marx, já que é admirado pelos demais Smurfs por sua idade e sabedoria. A tese baseia-se nas "semelhanças físicas" entre os dois, evidenciada pelo uso do vermelho e a farta barba branca do Papai Smurf. A tese vai mais longe. De acordo com ela, o Smurf Gênio poderia muito bem ser o Trotsky, já que sua sabedoria se assemelha à de Papai Smurf e, freqüentemente, ele é ridicularizado e ejetado da Vila. Vale lembrar que Trotsky foi banido da União Soviética em 1929... Mais uma coincidência relevante: todos os Smurfs são iguais, a despeito da atividade que desempenham ou de suas habilidades intelectuais. Ainda, não há propriedade privada na Vila dos Smurfs: a terra e os instrumentos são de todos. Entretanto, o fator que mais fortalece a tese de que os Smurfs são uma propaganda do regime comunista é que, de fato, não há igrejas na Vila. Não há, por exemplo, um Pastor Smurf. Assim como os marxistas, os Smurfs são ateus: acreditam, apenas, na força da natureza. A comparação com o comunismo não acaba por ai. Há quem afirme que o Bebê Smurf representa ninguém menos que Che Guevara. Isso porque ele teria sido fruto de um "deslize" do Papai Smurf com a Smurfette (para quem não sabe, ela foi criada pelo Gargamel para seduzir os Smurfs, mas acabou "passando para o outro lado da Força" graças ao Papai Smurf), ou seja, resultado da união entre o socialismo e o capitalismo. Acredito que, se levássemos para esse lado poderíamos dar outros vários exemplos resultantes do hibridismo entre socialismo e o capitalismo que não o Che Guevara. Pode-se comparar essa união à China ou, para os que preferem os exemplos ocidentais, o welfare state europeu. Eu, pessoalmente, iria mais longe e diria que o resultado do casamento socialismo x capitalismo é a terceira via adotada no Reino Unido. Há pessoas que levam essa "semelhança" tão a sério que chegam a afirmar que o desenho é uma criação do governo soviético, na intenção de infiltrar seus ideais no seio da sociedade americana antes de invadir os EUA. Dão graças a Deus, inclusive, pela criação dos Comandos em Ação... Entretanto, tem pipocado na Internet uma outra visão da propaganda na qual estaria imersa a Vila dos Smurfs, creditada à estudante Lisa Chwastiak. Segundo sua teoria, os Smurfs seriam, antes, supremacistas brancos, e não comunistas. Para ela, Peyo, falecido em 1992 aos 64 anos, era um nazista. Inclusive, ele seria afiliado à Ku Klux Klan (KKK), organização racista norte-americana. Seu argumento também parte de princípios e argumentações relevantes. Em primeiro lugar, Lisa não acredita ser mera coincidência o vilão se chamar Gargamel: além de nome e características físicas judaicas (cabelo escuro, pele clara e nariz proeminente), o vilão ainda carrega todo o estigma de preconceitos contra judeus que permeou, principalmente, a Alemanha de Hitler: um indivíduo mesquinho, sujo, que morava numa casa velha e se vestia de preto. Além do mais, Lisa não despreza a semelhança entre o Papai Smurf e o Grande Dragão, forma pela qual os líderes da KKK são conhecidos: ambos usam um chapéu pontiagudo vermelho e seus seguidores usam chapéus pontiagudos brancos. Ainda, a estudante afirma que existem inúmeros episódios em que os pequeninos seres azuis dançam em torno de fogueiras, a exemplo dos membros da Klan. Para finalizar, Lisa afirma que, entre os Smurfs, por "coincidência", a única mulher possui, justamente, um arquétipo ariano, evidenciado por seu longo cabelo dourado. É exatamente o ideal de beleza idolatrado por Adolf Hitler para sua sociedade germânica. Além disso, como forma de demonstrar a arraigada crença na supremacia branca trazida à tona pelo desenho, os episódios em que os Smurfs são malvados são justamente aqueles em que eles deixam de ser azuis para se tornarem negros. Até a próxima Fonte: Internet http://www.linksdejesus.com -

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Os 6 Tipos de Cativeiro

'1 Quando o SENHOR trouxe do cativeiro os que voltaram a Sião, estavam como os que sonham. 2 Então a nossa boca se encheu de riso e a nossa língua de cântico; então se dizia entre os gentios: Grandes coisas fizeram o SENHOR a estes. 3 Grandes coisas fizeram o SENHOR por nós, pelas quais estamos alegres. 4 Tragam-nos outra vez, ó SENHOR, do cativeiro, como as correntes das águas no sul. 5 Os que semeiam em lágrimas segarão com alegria. 6 Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos (Sl 126:1-6) . O Salmo 126 aponta para o encerramento do cativeiro do povo Judeu no ano 538 aC. Trata-se da marcha da vitória em direção a Jerusalém, depois de 70 anos em cativeiro babilônico. Deus, somente Deus é o autor da grande proeza. O povo judeu, aos brados de júbilos, junto a Zorobabel, exprimia: “Grandes coisas fez o Senhor por nós, por isto estamos alegres”. Setenta anos de cativeiro estavam encerrados. Belsazar, o indomável monarca babilônico, estava morto. Os ferrolhos de Babilônia para deter cativo estavam literalmente quebrados para sempre. Aleluia! As divindades sagradas de Babilônia, tais como Bel, Nebo, Nego. Foram derrotados pelo Todo-Poderoso Senhor dos Exércitos de Israel. “Estávamos como os que sonham”. “A nossa boca se encheu de riso e a nossa língua de cântico”. “Grandes coisas fez o senhor por nós, e por isto estamos alegres” As correntes de águas do sul de Israel O sul de Israel sempre foi marcado pela presença de desertos secos. Lá estavam os desertos de Judá Destacando os desertos de Berseba e o Neguev Dentre essas dificuldades, também estavam os riachos sempre secos aos olhos dos colonos do sul. Como precisavam das chuvas. Mas, não havendo chuvas, dependiam dos rios que, infelizmente, face à seca, nada podiam oferecer. Entretanto, em ocasiões chuvosas, era possível ver os colonos judeus, os proprietários de vinhas, oliveiras, trigais, figueiras. Aos brados de alegria e júbilo. Pois, AS CHUVAS além de dar vida aos desertos, uma vez que era possível encontrar por longo tempo GRANDES AÇUDES, ÁGUAS EM ABUNDÂNCIA REPRESADAS por outro lado, os rios tornavam-se transbordantes face à presença das chuvas no sul de Israel. “Traze-nos outra vez, ó SENHOR, do cativeiro, como as correntes das águas no sul”. LIBERTAÇÃO deve ser vista com júbilos e alegria. A LIBERTAÇÃO deve ser recebida como CHUVAS TORRENCIAIS em terra seca e sem vida. Deve ser louvada como CHUVAS EM ABUNDÂNCIA em rios secos, vazios, sem correntes de águas. OREMOS COMO O POVO DE JUDÁ: “Traze-nos outra vez, ó Senhor, do cativeiro, como as correntes das águas no sul” Semeando em lágrimas em cativeiro babilônico em domínios de babilônia território de Bel, Nebo, Nego, fornalha de fogo, Belsazar É até fácil semearmos em tempos propícios para semeaduras. Quando os tempos são bons para a lavoura nada dificulta a semeadura tudo favorece: o clima, a atmosfera, a terra, água em abundância DIFÍCIL é semear em território debaixo de maldições de cativeiros DESTAQUEMOS 6 TIPOS DE CATIVEIRO 1. O Cativeiro Satânico – identificado em alguns tipos de doenças e na prática do pecado. Nesse tipo de cativeiro o homem ama e pratica o pecado. Maldito cativeiro 2. O Cativeiro Religioso – trata-se de um processo usado pela religião para prender suas vítimas em heresias, enganos, idolatrias, feitiçarias, etc. etc. Maldito cativeiro 3. O Cativeiro do Homem – identificado em diversos tipos de prisões. Existem as prisões judiciais, jurídicas, emocionais, carnais, sentimentais ou amorosas, etc. etc. Maldito cativeiro 4. O Cativeiro Eterno – identificado no Lago de Fogo e Enxofre preparado para o Diabo e seus anjos. Maldito cativeiro 5. O Cativeiro de Cristo – identificado no Evangelho de Jesus. Palavras do Apóstolo Paulo em Ef 3:1 "eu, Paulo, sou o prisioneiro de Jesus Cristo”.Cl 4:18 “.lembrai-vos das minhas prisões”.Fm 1:1 “Paulo, prisioneiro de Jesus Cristo”. BENDITO CATIVEIRO. Pois, o próprio Jesus Cristo é o Senhor desse cativeiro que só deixará de existir no arrebatamento da Igreja 6. O cativeiro Divino – trata-se do processo divino para disciplinar filhos Seus – 2 Sm 24:9-25. Conferir o Sl 126 com Jeremias 25:12. BENDITO CATIVEIRO. Pois, o próprio Deus é o Senhor desse cativeiro NO CATIVEIRO DE BABILÔNIA os judeus não possuíam templo e nem sacerdotes. Não possuíam altares especiais para o exercício de queima de sacrifícios. Não tinham montes sagrados tais como Moriá, Carmelo. Não podiam ver a cidade santa, Jerusalém. ENTÃO, em meio às grandes carências intercediam em busca de um milagre que os conduzisse de volta a Jerusalém... “Os que semeiam em lágrimas segarão com alegria”. SEGAR é colher É TEMPO DE SEGAR frutos cujas sementes foram semeadas em dias de lágrimas. Em dias difíceis A SEMENTE CONDUZIDA DEBAIXO DE LÁGRIMAS “Aquele” que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos “AQUELE” – Esse “Aquele” identifica o próprio Deus. Sim, o próprio Deus, mesmo a contragosto, conduziu os antepassados do povo do Sl 126 ao Cativeiro Babilônico. Em que cativeiro encontramo-nos? O Cativeiro de Cristo precisa ser uma prisão eterna a todos os servos de Deus em todos os lugares. Qualquer outro cativeiro, por outro lado, certamente nos fará sofrer de forma amarga, mesmo que seja o Cativeiro Divino. ENTRETANTO, é no Cativeiro Divino que seremos os servos que realmente Deus almeja muito mais: APRENDEREMOS A NOS COMPORTAR COMO O POVO QUE DEVERÁ SER ARREBATADO. O Lugar do servo de Deus é no Cativeiro de Cristo. Todavia, se houver necessidade, Deus nos conduzirá ao Cativeiro Divino. AMÉM! | Autor: Jânio Santos de Oliveira | Divulgação: estudogospel

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Dilma é criticada em evento gay por se aproximar de evangélicos | Noticia Brasil | Midia Gospel

Dilma é criticada em evento gay por se aproximar de evangélicos | Noticia Brasil | Midia Gospel

O choro de jesus

Diante de um mundo repleto de caos, olho para o choro de Jesus sob a tumba de Lázaro e me pergunto: Qual foi a última vez que chorei por alguém, pela dor de alguém? Estamos tão ocupados chorando as próprias dores que esquecemos da dor alheia. Nossos problemas ocupam a totalidade do universo e sequer temos tempo de ouvir os lamentos do outro, emprestarmos nosso colo e ouvido. É como se estivéssemos tão cheios de nós mesmos que o choro alheio incomodasse, essa é uma verdade! Ao refletir sobre o choro de Jesus, percebo que muitas vidas estão a mercê de nossas lágrimas. Precisamos ir ao encontro de Deus, carregando no coração a firme intenção de interceder pelos que sofrem a dor da vida e da morte. Precisamos chorar como Jesus chorou sobre Jerusalém : “ Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejam os que te foram enviados! Quantas vezes quis eu reunir teus filhos como a galinha ajunta os do seu próprio ninho debaixo das asas, e vós não quisestes!” Lc13:34. Jesus chorou como uma mãe pelos filhos, não conheço choro mais intenso. Deveríamos chorar pelos perdidos, os de perto e de longe, conhecidos e desconhecidos, para que Jesus os salve e os livre das tumbas frias e fétidas que os prende em vida. Certa vez, ao estudar sobre fé, na Palavra de Deus, me debrucei por alguns segundos em oração: “Senhor, obrigada pelo dom da fé”e como em cobrança a mim mesma, lembrei-me dos versos do apóstolo Paulo sobre fé e amor: “Ainda que eu fale a língua dos homens e dos anjos, se não tiver o amor, serei como bronze que soa ou como o címbalo que retine. Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios, e toda ciência; ainda que eu tenha tamanha fé, a ponto de transportar montes, se não tiver amor, nada serei. E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres e ainda que eu entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me aproveitaria. Agora pois permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mais o maior destes é o amor” I Cor 13: 1,2,3,13. Podemos nos acomodar sobre a fé e ainda assim estarmos totalmente enganados sobre nossa missão de discípulos de Cristo. O discípulo ama. Esse sermão parece não caber mais em milhares de púlpitos. Amar é derramar lágrimas com profundidade, é interceder, é se ver no outro. Quando não mais chorarmos pelo outro, como fez Jesus, estaremos perdidos. Precisaremos de alguém que chore por nós.